Sim à Vida

Projeto “Sim à Vida”

Desde o inicio das atividades em agosto de 1987, o objetivo principal da instituição é a preservação da vida intrauterina, através do apoio as gestantes em situação de vulnerabilidade e risco social e/ou na gravidez não planejada.

Durante mais de duas décadas, a entidade tem trabalhado com sua capacidade máxima de acolhidas, atendendo, até o momento, mais de 1.500 gestantes que se encontravam em situação de dificuldade diante da gravidez. Isso nos impossibilitou de elaborar uma intervenção diretamente com as mulheres que tinham a intenção de praticar o aborto.

Em 2007, quando estava em evidência na mídia o Projeto de Lei nº 1135/91, que pretendia descriminalizar o aborto no país, chegou-se a conclusão de que era necessária uma mobilização para que o projeto não fosse aprovado, assim como a realização de um trabalho de conscientização social sobre a preservação e valorização da vida intrauterina.

No transcorrer dos trabalhos, verificou-se a existência de outros grupos de apoio à gestante das mais variadas crenças religiosas que desenvolvem a mesma atividade, cada qual com sua peculiaridade, mas todos com o mesmo objetivo: o de preservar a vida intrauterina através do apoio direto e gratuito às futuras mães. Esta feliz constatação permitiu a formação de um grupo integrado formando uma rede de Preservação da Vida no país.

Assim, este projeto visa conscientizar a sociedade sobre os riscos e as consequências do aborto, mostrando que são possíveis outros caminhos frente à gravidez não desejada. Com o lema “Sim à Vida”, trabalha-se com objetivo de sensibilizar as gestantes que se encontram em situação de desespero, orientando sobre os riscos do procedimento de abortamento, as consequências desta atitude e oportunizando o direito à vida ao nascituro, que necessita de nossa proteção.